Segurança comunitária – um dever de todos para o bem de todos

Num mundo em constante mudança, em que as estratégias geopolíticas alteram de um momento para o outro, em que o terrorismo é a palavra do momento, em que o planeta e a natureza mostra a sua força de dia para dia, em que a vida quotidiana do cidadão é rodeada de variados fatores de risco e em que o acidente está à espreita, é necessário que esse mesmo cidadão planeie a resposta à situação de crise e prepare a resposta para os mais variados cenários de desastre/emergência.

As instituições de socorro e proteção civil não serão capazes num primeiro momento de responder às solicitações da população em caso de um desastre, como um sismo, um atentado, isto nos casos mais extremos, mas mesmo nas situações mais comuns, como um incêndio, terá de ser o próprio cidadão a ter a iniciativa de proteger a si, a sua família e os seus bens complementando e facilitando a ação posterior dos agentes de socorro.

O primeiro passo na proteção de pessoas e bens tem de ser dado pelo próprio cidadão, eliminando ao máximo os fatores e comportamentos de risco.

 

A segurança comunitária é um dever de todos, para o bem de todos.

Segurança Comunitária – Está preparado para fazer face a um desastre?

 

Miguel Novais Ribeiro

Técnico Superior de Proteção Civil

Bombeiro Profissional

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *